Programações
Curso de Extensão Etnografia Indígena e Tradução Cultural do Noroeste Amazônico

Curso de Extensão Etnografia Indígena e Tradução Cultural do Noroeste Amazônico

O curso de extensão “Etnografia indígena e tradução cultural do noroeste amazônico” apresenta-se como uma ação pedagógica que congregará campos diversos do conhecimento humano voltados para questões que envolvem a realidade amazônica e pan-amazônica, em especial a Amazônia indígena.


O referido curso é uma ideia surgida durante o processo de tradução do relato The North-West Amazon: notes of some months spent among canibal tribes (1915), de Thomas Whiffen, antropólogo britânico que, no decorrer de 1908 e 1909, explorou as terras entre os rios Içá e Japurá, no noroeste do rio Amazonas e estudou dois grupos linguísticos da região, os Bora e os Witoto que, na época, pouco tinham sido contatados pelo “homem branco”. Diante de tal quadro político e cultural, vivido por diversos povos indígenas dessa região amazônica, dentre eles os Kanamari, os Muinane, Kuretu, Maku, Kaharone, Orejone, Okaiana, Menimehe, Dukaina, Taikene, Yuri, Nonuya, Makuna, Tukana, Andoke e Resigero, o projeto de extensão ora apresentado tem como objetivo socializar os conhecimentos repassados pelo etnógrafo e questionar alguns aspectos linguísticos, sociais e políticos transmitidos em seu processo de tradução para a comunidade estrangeira. Tal objetivo faz-se necessário diante do fato de que muitos aspectos da cultura material e imaterial desses dois grupos linguísticos não foram traduzidos satisfatoriamente, tanto do aspecto linguístico quanto cultural.

A tradução é vista como uma prática institucionalizada de poder, alargando, em muitos casos, a desigualdade entre culturas diferentes, considerando-se que o antropólogo, em sua maioria, se coloca numa posição de observador de determinada cultura e construtor de uma tessitura textual organizada a partir de sua formação e prática discursiva (Foucault, 2002) e, nessa construção discursiva, as culturas observadas e traduzidas continuam em estado de ‘primitividade’, ‘atraso’, ‘inferioridade, etc. posto que a estrutura que molda o ‘olhar’ do viajante é a cultura europeia.

Data: 14/05 a 13/06/2018 – Às segundas e quartas-feiras – Das 19 às 21 horas.

Cronograma

Local: Auditório da Biblioteca Pública Municipal Viveiro das Letras, situada na Av. Jatuarana – Cohab, Porto Velho – RO. Carga-Horária do Curso: 40 horas (certificado como extensão pela PROCEA).

Ministrantes: Hélio Rodrigues da Rocha e Heloísa Helena Siqueira Correia.

Categorias: Artistas , Cultura


Data/Horário:

21/05/2018 01:07