Notícias

01/09/17 14:28

Após reforma, Casa da Cultura Ivan Marrocos terá abertura do Salão de Artes Plásticas de Rondônia

O esperado é que a Casa da Cultura Ivan Marrocos esteja pronta até o começo de dezembro, em virtude da reforma o Salão das Artes Plásticas de Rondônia (Sart) foi prorrogado e será aberto quando a reforma na parte elétrica, hidráulica, pintura com revitalização de toda infiltração estiver pronta para receber as obras dos artistas do país inteiro.

Reforma deve priorizar referência de artistas locais

Uma das novidades na reforma será a sala multiuso no segundo andar. O espaço era utilizado para exposição, e agora será usado para sala de áudio visual, para cursos, palestras, workshop e convenção.Enquanto o prédio estiver em obras, a Galeria Afonso Ligório poderá ser utilizada para exposições. Segundo a diretora da casa, Margot Paiva, o uso da galeria não vai atrapalhar a reforma. “Estamos com o calendário cheio, tem artistas de São Paulo querendo expor aqui”, fala Margot.

A Casa da Cultura Ivan Marrocos fica situada na avenida Carlos Gomes, bairro Caiari, em Porto Velho. Com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h as 18h, e durante o sábado das 9h às 14h. Conta com acessibilidade para portadores de necessidades especiais.

O espaço é administrado pelo governo de Rondônia, por meio da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel). Para o superintendente Rodnei Paes, a reforma trará conforto e bem-estar para a mostra de trabalhos. “A casa vai ser reformada, mas a referência de artistas locais que estão nela não serão excluídas”, aponta Rodnei. Com a reforma é esperado que artistas de todo o estado possam utilizar o espaço.

História

A Casa da Cultura Ivan Marrocos sempre ficou situada no endereço avenida Carlos Gomes, no Bairro Caiari. O nome Ivan Marrocos foi dado em homenagem a um jornalista e militante cultural. Ivan Marrocos morreu em 11 de abril de 1995. Antes de homenagear Ivan, o espaço era chamado de Espaço Cultural de Artes Plásticas, e posteriormente de Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim.

No interior da casa, a galeria que leva o nome de Afonso Ligório, recebeu esse nome em reverência a um artista plástico que criava obras a partir das suas observações e conhecimentos. Ligório, morreu em 1981, mas permanece vivo na cultura rondoniense, suas escultura, quadros, e pinturas da Catedral Sagrado Coração de Jesus, em Porto Velho faz com que sua reverência local não morra.


Categorias: Cultura , Governo , Sociedade

Tags: Casa da Cultura Ivan Marrocos , Cultura , Espaços culturais , Galeria , Governo de Rondônia , Ivan Marrocos , Porto Velho , Rondônia , Sejucel


Fonte

Texto: Maximus Vargas

Fotos: Maximus Vargas